segunda-feira, 21 de agosto de 2017

de de

Resenha: Perfeitas e Inacreditáveis

Olá gente, tudo certinho? 

O post de hoje é mais uma resenha dupla de uma série de livros que estou acompanhando (sim fiz essa loucura), que é Pretty Little Liars, uma série com o total de 18 livros!

Perfeitas: Começa com nossas queridas protagonistas ainda estranhas umas com as outras por conta do segredo a respeito de Toby. Se tínhamos esperança que as coisas melhorariam… Azar o nosso, as quatro continuam tão pretty quanto liars.

Mais uma vez “A” vem com tudo. Finalmente a ameaça de expor os segredos mais obscuros das meninas começa a ser cumprida. E Emily é a primeira vítima. Tudo porque contou a polícia o que estava acontecendo. O resultado? Seu pequeno segredinho com Maya deixa de ser tão secreto assim.

Os problemas de Spencer com Melissa estão longe de acabar. E agora ela foi indicada a um prêmio por um ótimo trabalho… Escrito por Melissa! Mas o pior ainda está por vir. Spencer começa a frequentar uma terapeuta e a descobrir coisas sobre si mesma que preferia que continuassem esquecidas.

Hanna e Aria estão mais longe do que nunca de uma amizade. Tudo porque o ex de Hanna é o atual de Aria. E a vida dela, aliás, está uma loucura. Sua mãe se recusa a falar com ela por causa do segredo sobre a traição do pai e a única saída, ao que tudo indica, é buscar abrigo na casa de Sean. Mas parece que Aria volta a ter outro ombro no qual chorar… Ao menos até “A” decidir dar um olá.

E, como se não bastasse perder o namorado, Hanna está perdendo a melhor amiga DE VEZ. Mas não está perdendo só a BFF, mas a reputação, a popularidade e o ego… Todos os seus segredinhos estão, um a um, se tornando públicos. E seu pai ainda não faz muita questão de ter contato. Pobrezinha!

Se você acha que as coisas não poderiam piorar… Prepare-se! Além de todos esses problemas com “A”, a cidade está sofrendo com um perseguidor maluco que gosta de espiar as pessoas – o que deixa todo mundo neurótico!

Perfeitas é uma leitura ainda mais rápida que Impecáveis. O motivo? Parece que agora vamos MESMO descobrir algumas coisas. Como, por exemplo, quem é “A”. Ou o que aconteceu depois que Alison fugiu do celeiro de Spencer.

Devorei o livro em duas noites e fiquei completamente pasma com o final eletrizante. “A” está mesmo disposto/a a qualquer coisa. QUALQUER COISA para continuar sendo um mistério… E uma das quatro parece que também está disposta a tudo para guardar um segredinho sujo. BEM sujo.

Inacreditáveis: é o quarto volume da série Pretty Little Liars. Esse livro pode ser encaixado na metade para o final da segunda temporada da série de TV. As reviravoltas e a agonia para descobrir quem é a pessoa que está chantageando as garotas é feroz e deixa aqueles que estão acompanhando de cabelos em pé. 

Depois do acidente de Hanna ela passa alguns dias no hospital e novas alianças são formadas. Por exemplo, Mona volta a tratar Hanna como amiga e oculta as situações com que fez a melhor amiga passar vergonha. Por outro lado, Lucas percebe isso e faz com que Hanna comece a abrir o olho e identificar que Mona não é tão sua amiga assim. 

Aria foi expulsa de casa novamente e agora não tem para onde ir. Spencer ainda está enfrentando todo o drama que a indicação ao Orquídea Dourada lhe proporcionou. E Emily foi mandada para Iowa para a casa de seus tios já que seus pais não conseguem aceitar sua orientação sexual. Hanna, que agora precisa se lembrar dos dias que antecedem seu acidente. Esta será uma longa jornada para as quatro amigas.

Sem dúvidas, Inacreditáveis foi o melhor até agora. Os outros livros não me cativaram tanto quanto esse, pois a narração não era tão forte e as ameaças eram mais brandas. Agora o clima está ficando pesado, acidentes e mortes estão acontecendo mais do que o desejado e as quatro amigas não sabem quem será a próxima vítima.

A leitura é fluida e rápida. Neste volume não há enrolação e as ameaças são extremamente diretas e um elemento que está presente com maior apelo em Inacreditáveis é a polícia, tornando as ameças bem mais severas do que eram quando apenas as quatro meninas sabiam que estavam sendo chantageadas. 

Sem dúvidas, é um dos livros que mais me conquistou nos últimos dias e como sou apaixonada por mistério pretendo continuar a leitura da série o mais rápido possível.


Espero que tenham gostado da resenha dupla! Qualquer dúvida ou sugestão pode deixa aqui nos comentários!


Beijos
Drê <3
de de

Resenha: Maldosas e Impecáveis

Olá gente, tudo certinho? 

O post de hoje será uma resenha dupla de uma série de livros que estou acompanhando (sim fiz essa loucura), que é Pretty Little Liars, uma série com o total de 18 livros!


Maldosas: Cinco amigas muito unidas vivem alegremente o final do sétimo ano. São, quase todas, populares e glamourosas, mas o que as unia de verdade eram os segredos que compartilhavam. Além dos segredos tinham outra coisa em comum: todas concordavam silenciosamente que Alison DiLaurentis era a líder entre elas.

E tudo ia razoavelmente bem até o último dia de aula do sétumo ano, quando – depois de um atípico enfrentamento – Ali some do mapa. Três anos depois suas vidas estão muito diferentes e as outrora amigas, agora mal se olham. Pelo menos até agora.

Conhecemos Emily, Hanna, Aria e Spencer. E é aí que acho que está um dos pontos altos do livro. O livro poderia ser só mais um livro adolescente com um mistério bobo, mas a narrativa que intercala o ponto de vista de cada uma das quatro me deixou grudada até a última página!


Emily é uma atleta muito dedicada e acabou de descobrir que está apaixonada pela menina nova da escola. Aria volta de sua estadia na Europa e começa um caso com um carinha lindo… Que é seu novo professor. Hanna está tentando seduzir seu namorado e manter seu corpo em forma, mesmo que precise recorrer a métodos agressivos. Spencer está apaixonada pelo namorado da irmã… E não é a primeira vez.

Enquanto tentam lidar com seus problemas, mensagens de “A.” começam a pipocar insinuando coisas nada agradáveis. O que raios estava acontecendo? Alison estava de volta? Ninguém mais além dela sabia daqueles segredos, então onde ela está?
o livro não é uma obra-prima literária e nem é algo revolucionário para o gênero no qual se encaixa, mas a história conseguiu me prender a ponto de só ir dormir quando terminei.



Impecáveis:Impecáveis, segundo livro da série, volta a narrar a vida de Aria, Hanna, Emily e Spencer após a morte de Alison. Para quem acompanha a série de TV, esse é o livro em que novos enredos começam a ser introduzidos, e o principal arco deste volume é A Coisa com a Jenna.

Com segredos cada vez mais sufocantes, cada mentirosa precisa superar os fatos que aconteceram, mas A não tornará nada fácil: Hanna, a garota mais perfeita de Rosewood, começa a se sentir insegura sobre seu passado, perde a melhor amiga, Mona, e está no meio de uma guerra entre seus pais; Emily, cada dia mais indecisa sobre sua sexualidade, se encontra numa amizade perigosa com Toby, um dos acusados de matar Alison; Aria, ainda apaixonada pelo professor de ingles, é atormentada por A para que conte para a mãe sobre o relacionamento do pai com Meredith, acabando com o casamento dos dois e, por fim, Spencer está com dificuldades na escola, além de estar brigada com os pais, com a irmã, Melissa, e estar a fim do namorado da mesma.

Este é o livro que me prendeu em PLL. Apesar de Maldosas ser um ótimo livro, não mostra nada do que já vimos no piloto da série de TV, e Impecáveis nos apresenta personagens novos, situações diferentes e muitos mistérios que ainda não conhecíamos. A escrita de Sara me conquistou ainda mais neste segundo livro, por ser algo simples e, ao mesmo tempo, enigmático. É incrível como a autora consegue implantar pequenas pistas durante a leitura, que são impossíveis de se perceber imediatamente.

Apesar da história de Impecáveis ser ótima, o livro merecia um tratamento mais cuidadoso por parte da editora. Alguns erros na tradução e na revisão tornaram a leitura um pouco esticada, ainda mais pelo livro ter páginas brancas ao invés de amareladas.

Como seu anterior, Impecáveis é mais do que recomendado. Mesmo que a capa assuste alguns garotos, esta não é uma história feminina. O conceito de arte foi muito bem pensado, e não acho que esse seja um motivo para deixar de ler os livros. Sara soube conduzir novamente sua história com maestria e esperteza.


Espero que tenham gostado da resenha dupla! Qualquer dúvida ou sugestão pode deixa aqui nos comentários!

Beijos
Drê <3

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

de de

The Handmaid's Tale (O Conto da Aia), Margaret Atwood

"Nunca se esqueça que basta uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados. Esses direitos não são permanentes. Você terá que manter-se vigilante durante toda sua vida." - Simone de Beauvoir


Esse é uma série da plataforma Hulu (que ainda não veio para o Brasil) de 2017, que já fez grande sucesso e já teve até indicações à premiações. 
Baseada no livro de mesmo nome, publicado em 1985, da autora Margaret Atwood e é considerado por muitos uma das mais importantes distopias do século passado.
                                    Publicado pela editora Rocco - Capa nova                                      Capa mais antiga

A série/livro fala de um futuro(?) distópico, onde há 7 anos nenhuma criança (ou pouquíssimas) nasciam e a infertilidade está devastando o mundo.

Um grupo totalmente fundamentalista acha que isso é uma punição ou praga de Deus, por causa dos pecados que vivemos/fazemos, principalmente por causa das mulheres que só pensaram em estudar e trabalhar e se esqueceram de "propósito natural" que é ser mãe.
Fazendo vários ataques em lugares diferentes dos EUA, eles conseguem derrubar a constituição e tomam o poder e logo de início revogam os direitos das mulheres, que perdem seus empregos e não tem mais direito a uma conta bancária ou dinheiro próprio.

Com o tempo os EUA se torna a "República de Gileade", que segue leis baseadas na bíblia e tem como regentes "Comandantes" totalmente teocentristas, onde somente eles prosperam e são livres (até para trair a fé e a doutrina que pregam). Nessa sociedade eles raptaram todas as mulheres férteis e as fizeram ser as Aias, que só servem para a reprodução, as não férteis viram as "Marthas" que são as empregadas, as Tias que são como as "treinadoras" das aias. Também tem as Esposas dos comandantes que em sua maioria são inférteis.
Então conhecemos Offred (que antes era June - na série - pois nem o direito a nome as aias tem, o novo consiste em ter o prefixo "of" (do) + o nome do comandante, para mostrar que elas são mesmo só propriedade). Ela foi separada de sua filha e seu marido e depois "treinada" com uma lavagem cerebral e vai para casa de um comandante, onde uma vez por mês (no seu período fértil) ela é estuprada em algo chamado "Cerimônia" (esse nome para ficar "mais bíblico" e ter uma aceitação maior), rito esse em que até a esposa está presente, para tentar dar um filho para essa família - caso a aia engravide ela fica na casa até desmamar, depois deixa o bebê com a esposa e vai embora para a próxima casa para acontecer tudo de novo. É nojento e absurdo! E daí vamos acompanhar o sofrimento e a luta dela e das outras aias (que ao pouco vamos vendo).
                                                                                           "A Cerimônia"

Nem preciso dizer que nessa mesma sociedade há intolerância com homossexuais, que são enforcados no muro da cidade, junto com outros que tentam lutar ou pensam diferente.

É uma série toda escrita por mulheres e 4 dos 5 diretores são mulheres, inclusive a autora do livro também participa da produção. A atuação da Elizabeth Moss (Ofrred/June) é impecável, ela consegue demonstrar o horror da sociedade com o olhar e passar todos os sentimentos com perfeição.
Também estão na série Alexis Bledel (OfGlen) que fez a eterna Rori Gilmore, Samira Wiley (Moira) que também fez OTNB e Yvone Stezechowiski (Selena) que fez a esposa do Comandante Fred, onde vemos que ambos os lados sofrem com essa sociedade. Entre outros que estão arrasando na atuação.
A fotografia é maravilhosa, as cores são lavadas pra dar esse ar de tristeza, a única cor mais viva e forte que predomina é o vermelho do "uniforme" das aias, justamente as únicas que podem trazer/dar vida. O foco da câmera é muito bem feito, quando as aias estão todas juntas eles mostram elas de cima dando uma imagem ampla e quando tem um close ao redor fica desfocado, o que é bem legal já que é praticamente o jeito que elas veem o mundo por causa da touca que elas tem que usar.
A trilha sonora não erra e não perde uma! Sempre bem colocada, com músicas atuais e mais antigas também. Tudo muito poético! (aliás "Felling Good" me arrepiou muito).
E mesmo sendo uma distopia/ ficção científica social, podemos ver o quão real e possível pode ser. Por exemplo, no Irã as mulheres são obrigadas a usarem o hijab, sob pena muito grave caso não usem, em alguns países as mulheres tem seus clítoris tirado e em muitos países as mulheres não podem nem trabalhar. Mas não precisamos ir "tão longe" para ter alguns exemplos: quantas mulheres você conhece que o marido/namorado acha que ela é propriedade dele?; no Brasil a cada 11 minutos uma mulher é violentada e a cada 28 horas um homossexual morre de forma violenta; quantas vezes você não ouve sobre mulheres que foram estupradas e a primeira pergunta é o que ela estava vestindo e ela foi a culpada? Eu mesma já ouvi de uma coordenadora de escola que "a culpa de uma geração tão "estragada" assim era das mulheres que lutaram tanto por direitos que esqueceram de ser mãe." 

Outro ponto abordado e do uso da religião (seja ela qual for) pra fazer algo mal, como também já acontece muito.
Essa é um realidade mais próxima do que a gente imagina (tirando as "hollywoodianices").

O final é desesperador e bem fiel ao livro (a série toda é bem fiel, mas um pouco mais aprofundada em assuntos externos). A segunda temporada já foi confirmada!!!
Melhor série/livro do ano, deem uma chance e me digam o que acharam.

Curiosidades: em alguns protestos contra Trump algumas mulheres foram vestidas de aia!
                                                                                                    Protesto contra Trump

Espero que tenham gostado dessa resenha, qualquer dúvida ou sugestão pode deixar nos comentários :)

Beijos
Drê <3

quinta-feira, 1 de junho de 2017

de de

Maquiagem do Signo: Gêmeos

Olá pessoal!

O post de hoje é bem diferentão e mias descontraído, resolvi fazer uma maquiagem inspirada no meu signo: Gêmeos! Isso mesmo, sou geminiana - mas juro que sou do bem, do dia 2 junho :)

Fiz uma make mais "ousada", misturei o clássico que é o semicut com um delineadão poderoso, com uma cor bem forte, pra fazer esse contraste mesmo, afinal geminiano adora misturas haha

Vem ver o tutorial que está tudo explicadinho passo-a-passo





 Produtos usados 
Base Ruby Rose cor L2
Corretivo Ruby Rose cor L1
Pó compacto Vult cor 01
Pó compacto Vult cor 05 (contorno)
Iluminador Fenzza cor 02
Paleta Vivai, sombras e blush
Paleta Evil Queen Vult
Batom Ricosti cor Beijo Doce
Delineador Secagem Rápida Vult,

Espero que tenham gostado, se quiserem maquiagens de outros signos é só deixar aqui nos comentários e qualquer dúvida ou sugestão deixa aqui também :)

Beijo
Drê 

quinta-feira, 13 de abril de 2017

de de

Olho preto esfumado fácil

Olá pessoas lindas, tudo bom? 

Hoje vim trazer pra vocês o tão temido olho preto esfumado! Mas calma que esse daqui é facinho, dei várias dica e técnicas pra facilitar sua vida na hora de fazer essa make mara!

E o melhor de tudo, com produtos baratinhos (assim a gente adora né) e super rápido.

Então chega de enrolação e vem ver esse tutorial:

E como prometido, trouxe as fotos pra poder mostrar como ficou com detalhes <3

Lista dos produtos usados
Base - Ruby Rose, cor L2
Corretivo - Duda Molinos, cor Rosa 1
Sobrancelha - Pancake Ébano Catharine Hills
Pó compacto - Vult 01
Contorno - Pó compacto Vult 05
Iluminador - Fenzza 02
Sombras - Vivai (paleta) 
Rimel - Power Efeito Boneca Dailus
Batom - Matte Ruby Rose 56 (bala)

Espero que tenham gostado, se gostou compartilha com as amigas, lá no canal dá um joinha e se inscreve; me siga em todas a minhas redes sociais (estão todas ao lado aqui no blog ou no box de informações do vídeo)

Qualquer dúvida ou sugestão de maquiagem ou vídeos é só deixar nos comentários (isso é muito importante pra eu conseguir sempre trazer conteúdos que vocês queiram).

Beijos 
Drê <3

quinta-feira, 2 de março de 2017

de de

Dicas para quem está na Transição Capilar

Olá pessoas, tudo bom? 

No post de hoje vim tratar de um assunto bem delicado e que de uns tempos pra cá vem sendo bastante discutido: a Transição Capilar!


Mas o que é transição capilar?

É o processo (o tempo) que passamos sem fazer nenhum procedimento químico alisante nos nosso cabelos (ondulados, cacheados ou crespos).

Não é algo fácil, não vou negar, pode ser que esse processo demore algum tempo - caso opte por não cortar as madeixas logo no início.

Estou em transição há quase 2 anos -sim eu sei que para algumas é muito tempo- mas não tinha "coragem" de cortar os cabelos curtos logo de começo.

Há uma semana fiz meu "big chop" (que é quando cortamos os cabelos alisados) na verdade ainda sobraram poucas pontinhas, mas quase não dá pra ver; e estou me sentindo muito confiante e feliz com meu cabelo. Logo logo faço um post sobre isso :)

Mas como sei bem que esse processo pode nos deixar com baixa auto-estima, fiz um vídeo com algumas dicas para quem está passando por isso.



Com essas dicas, se você também optou por esperar o cabelo crescer, vai simplificar e ajudar bastante; coloquei nesse vídeo várias das coisas que fui testando durante minha transição e deu certo :)

Espero que tenham gostado, não esquece de entrar no canal curtir e se inscrever, e de passar nas redes sociais (estão sempre de baixo da minha foto →)

Compartilhe para suas amigas na transição também, juntas podemos dar forças uma pra outra <3

Beijos 
Drê <3


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

de de

Maquiagem de Carnaval #1: Glitterinada

Olá pessoas tudo bom? 

Carnaval está chegando e com ele muita festa, marchinha, feriado e alegria (aquelas que nem pula o carnaval mas considera pacas hahah)

E é claro que com esse climinha de festa chegando eu resolvi fazer uma maquiagem inspirada no Carnaval! Mas olha a surpresa, esse ano não vai ter só uma, nem só duas makes de carnaval, mas 4, isso mesmo 4 maquiagens bem diferentes uma da outra pra todo mundo sair feliz!! Então já fica ligada lá no canal que logo logo já sai as outras.

Mas chega de enrolação e vamos para a primeiríssima maquiagem que vai ser tombadora de inimigas, pra você chegar brilhando e arrasando: a maquiagem Glitterinada!

Confere o vídeo pra saber o passo-a-passo dessa make



Como disse no vídeo as duas técnicas de colar o glitter são bem diferentes e tem propostas diferentes; uma é para durar mais, mas o acabamento não é dos melhores; a outra tem um acabamento mais bonito, mas não dura tanto, aí você tem que escolher qual dará mais certo para seu carnaval.


  Fixador de Sombras                                                           Cola de cílios  

Eu particularmente gostei mais com o fixador, mas como já disse, você escolhe qual dará mais certo e se joga no carnaval!! 

Lista dos produtos usados
Base - Ruby Rose, cor L2
Corretivo - Duda Molinos, cor Rosa 1
Pó compacto - Vult 01
Contorno - Pó compacto Vult 05
Sombras - Vivai (paleta), e paleta de 168 cores (china) - Comprar (Com o cupom "cottoncandy" tem desconto) 
Delimeador - Vult Longa Duração
Rimel - Power Efeito Boneca
Batom - Ricosti Matte Metalico, cor Café com Leite
Glitter - De papelaria mesmo hahaha

Claro que as cores de sombra e glitters podem ser mudados ao seu gosto, afinal carnaval é a hora de se divertir com as cores!

Mas se você não é tão ousada e não gosta de tanta cor, não se preocupe, terá maquiagem mais "clássica" com pitadas de carnaval e também maquiagens artísticas :)

Espero que tenham gostado, se gostou compartilha com as amigas, lá no canal dá um joinha, se inscreve; passa  e me siga em todas a minhas redes sociais (estão todas ao lado aqui no blog ou no box de informações do vídeo)

Qualquer dúvida ou sugestão de maquiagem ou vídeos é só deixar nos comentários (isso é muito importante pra eu conseguir sempre trazer conteúdos que vocês queiram).

Beijos 
Drê <3